SEU GUARDA-ROUPA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Queridas Petite, hoje vamos falar um pouco sobre o seu guarda-roupa.

Qual tipo de relação você tem com o seu guarda-roupa?

Você é do tipo que compra, compra e nunca tem o que vestir?

Você se sente frustrada de ter um guarda-roupa cheio e não saber o que usar?

Sabe que boa parte da culpa por termos um armário cheio, mas não sentirmos que tudo é usável, se deve ao fato de nem sempre fazemos boas escolhas na hora das compras?

Preocupações sócio-ambientais, além do estilo de vida agitado e os apartamentos reduzidos, nos levam a repensar nossas verdadeiras necessidades e relações de consumo, não?

Agora vem a pregunta mais difícil: como aplicar isso em minha vida? Como consumir de forma consciente mesmo sendo apaixonadas por moda?

O primeiro passo para esta nova relação com nosso guarda-roupa é encará-lo de frente e praticar o desapego! OH….. desapego??? Sim, pode acreditar, você é capaz!

Comece separando algumas horas do seu dia para esta tarefa. Abra o armário e vamos item por item: blusas, saias, calças, bermudas, casacos, sapatos, bolsas, pulseiras…. ufa!!

O que sai?

  • O que não serve. Sabe aquela roupa, ou sapato lindos, mas que estão apertados há anos? São desconfortáveis? Desista, isso não vai mais servir, passe adiante
  • O que está estragado, manchado, furado. A peça tem conserto, você vai levar para consertar, vale a pena consertar? Se a resposta é não, vai para o desapego!
  • Sabe aquela peça que você comprou porque achou linda, mas toda vez que coloca, não consegue sair com ela? Melhor encarar os fatos, você não vai usar nunca!!
  • Podemos tirar também aquele item que ganhamos de uma amiga muito querida, mas que não tem nada a ver com nosso estilo, sabemos que nunca vamos usar, mas guardamos apenas porque foi um presente. Pois bem, vamos dar também um destino melhor para estes itens também.
  • Por fim podemos pensar nos detalhes: veste bem, te favorece? A cor combina com outras peças, te enfeita, valoriza? Tem o seu estilo? O que não atender estes critérios, desapego neles!

Ao final, dê uma olhadinha no que tirou, talvez alguma peça acabe voltando. Durante este processo, você aproveita e reorganiza tudo, manda para a lavanderia, costureira, etc. No final você terá um armário mais funcional e arrumado. Afinal, de nada adianta ter um monte de roupas inúteis, certo?

As peças que foram retiradas você pode doar ou vender. Hoje em dia temos várias opções de sites para anunciarmos nossos desapegos, como o Enjoei, o Mercado Livre e muitos outros

Agora que você já está mais leve, poderá sentir falta de algum item, alguma peça e é nesta hora que você irá as compras, mas de forma muito mais racional. Vamos lá…

Em geral não precisamos de mais nada, mas seria um pouco utópico pensarmos que vamos deixar de consumir, né? Algumas peças que retiramos, porque estavam desgastadas, precisarão ser substituídas.

O que entra? 

  • Peças atemporais, de bom material, acabamento e caimento serão mais duráveis, portanto valerão o investimento. Antes de comprar pense em quantas vezes  e com quais peças você poderá usá-la.

 

Pense também nas peças que você tem em casa. Este novo item combina com o que você já tem? Ele será versátil no seu guarda-roupa?  E aí, vamos tentar praticar o desapego e consumir conscientemente? Deixe nos comentários se você foi capaz e conte como foi o processo. Estamos torcendo por você!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *